logo

O julgamento de socrates


o julgamento de socrates

Talvez, senhores, o difícil não seja fugir da morte.
Mesmo tendo grande fama devido sua grande capacidade argumentativa, Sócrates não era um orador de todas as horas.
Segundo relatos, o Oráculo de Delfos, meio pelo qual os homens se comunicavam com os deuses, teria falado da superioridade intelectual de Sócrates mediante os demais cidadãos.Sócrates não deixava saída para seus juízes.O julgamento de Sócrates foi relatado por seu discípulo, Platão, no livro Fédon, e apesar de ter sido realizado há mais.400 anos, aborda, em sua essência e nos fatos que o rodeiam, temas e questionamentos que até hoje procuramos compreender.Com certa margem de erro, é possível dizer que Sócrates sabia de sua morte quando, no decorrer do julgamento, observou que ali dentro a verdade não valia de muita coisa.Eles, muitas vezes, me imitam por sua própria conta e decidem também examinar os outros, encontrando grande quantidade daqueles que acreditam saber alguma coisa mas pouco ou nada sabem.Perfeição essa que só era possível através da verdade.Colocado mediante o júri, parecia não se concentrar no debate ou na defesa de suas atitudes.O julgamento DE SÓcrates, sócrates foi, provavelmente, o maior filósofo de todos os tempos.O que deixa mais intrigada a leitura desse texto foi o fato de que Atenas, sendo uma cidade "democrática levou à morte seu filho mais ilustre por fazer justamente aquilo que a democracia mais defende: liberdade de expressão.Daí, aqueles que são examinados encolerizam-se e, por essa razão, dizem que há um tal Sócrates que corrompe os jovens.Contudo, eles tinham o mesmo defeito dos best file synchronizer mac os x poetas: pelo fato de exercitar bem a própria arte, cada um pretendia ser sapientíssimo, também, nas outras coisas de maior importância e esse erro obscurecia o seu saber.




Dizer isso a todos seria o mesmo que repetir sua defesa na íntegra; portanto, desnecessário.Sua linguagem é serena - linguagem de quem fala em nome da própria consciência e não reconhece em si mesmo nenhuma culpa.Nos dois processos que definiram sua culpa e sua pena, Sócrates fazia crítica aos seus acusadores, mas sem nenhuma vez questionar a validade das acusações elaboradas contra si mesmo.Supôs (até aqui ele mostrou que não sabia de tudo, apenas supôs) que havia dois caminhos para seguir: a morte instantânea ou o renascimento de sua alma (consciência).Ora, a pitonisa respondeu que não havia ninguém mais sábio.Para o filósofo foi mais fácil entender porque aqueles a quem procurou (políticos, poetas, artesãos) não serem os escolhidos do Oráculo: não possuíam a humildade em reconhecer que não sabiam acerca daquilo que não dominavam.Ele descreve o julgamento de Sócrates, apresentando a sua defesa e suas considerações finais, após a sentença de condenação.Se, de fato, não há sensação alguma, mas é como um sono, a morte é como um presente, porquanto todo o tempo se resume em uma única noite.Chega a justificar o tom de sua autodefesa: ace personal trainer manual "Parece-me não ser justo rogar ao juiz e fazer-se absorver por meio de súplicas; é preciso esclarecê-lo e convence-lo".Talvez, por isso, o pensador grego acreditava que seria capaz de fazer a verdade vir à tona na medida em que empreendia um debate com seus interlocutores.Bem mais difícil é fugir da maldade, que corre mais veloz que a morte.


Sitemap